Quando tudo isso acabar.

Quando param de chamar o teu nome e o silêncio sóbrio tomar-te de assalto com a lancinante agonia mental?

E quando não só vozes, mas da janela o mundo supera-se em estrondosos ruídos, atropelando-se um à um – voraz! voraz! – pelas contagens simplórias já me batem 6 das maiores, 6 das menores e 6 por finar.

Sem força e sem luz, sem folêgo e sem dó, com naquele dia que disse jamais querer outra oportunidade de ser feliz. Infligir a dor na carne que já não serena se desdobra, ou EM carne que não mais enaltece o viço da juventude.

Cabe à quem fechar as luzes finais? a dobrar o sino dos que se vão?
E se tudo acontecer?
E quando tudo isso acabar?

Anúncios

~ por Edward "Toy" Facundo em 5 de setembro de 2009.

2 Respostas to “Quando tudo isso acabar.”

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

  2. nossa…pensativo, como esperado…parabéns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: